31/08/2017

A bomba atômica




A bomba atômica é triste
Coisa mais triste não há
Quando cai, cai sem vontade
Vem caindo devagar
Tão devagar vem caindo
Que dá tempo a um passarinho
De pousar nela e voar...
Coitada da bomba atômica
Que não gosta de matar!

Coitada da bomba atômica
Que não gosta de matar
Mas que ao matar mata tudo
Animal e vegetal
Que mata a vida da terra
E mata a vida do ar
Mas que também mata a guerra...
Bomba atômica que aterra!
Pomba atônica da paz!

Pomba atônica, bomba atômica
Tristeza, consolação
Flor puríssima do urânio
Desabrochada no chão
Da cor pálida do helium
E odor dse radium fatal
Loe eia mineral carnívora
Radiosa rosa radical.

Nunca mais, oh bomba atômica
Nunca, em tempo algum, jamais
Seja preciso que mates
Onde houver mortes demais:
Fique apenas tua imagem
Aterradora miragem
Sobre as grandes catedrais:
Guarda de uma nova era
Arcanjo insigne da paz!
(Vinicius de Moraes)

19 comentários:

  1. Oi Morgs! Conheci esse poema na escola e ele é de uma beleza muito singular, pois aborda um acontecimento terrivelmente triste e desastroso mas também nos leva a refletir.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Morgs, poxa não conhecia esse poema do Vinícius. Talvez por eu não gostar dele hehe. Mas adorei os versos e o peso que ele colocou em cada palavra ao usar a bomba atômica como tema. BJs

    ResponderExcluir
  3. Oi Morgs, só mesmo o Vinícius para colocar poema em uma bomba atômica....
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  4. Olá Morgs;
    Um lindo poema que nos remete a tanta tristeza. Neste mês, 72 anos depois, foi relembrado com pesar as cidades destruídas por esse mal criado pelo homem, para acabar com o homem.
    Beijos.

    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/2017/08/cabine-das-letras.html

    ResponderExcluir
  5. Nossa, amiga. Que poema mais triste e lindo ao mesmo tempo. Eu ainda não o conhecia e adorei poder vê-lo aqui no seu blog. Muito obrigada por trazê-lo.

    ResponderExcluir
  6. Eu não gosto do Vinicius de Moraes, mas tem uma coisa que eu acho bacana nos poemas dele: a linguagem. Ele tinha uma maneira de usar linguagem simples pra falar de coisas maiores - como bem mostra esse poema. Isso é ótimo, especialmente pra crianças, pra que comecem a entender o mundo.

    ;*

    ResponderExcluir
  7. Olá Morgs!
    Acho fantástico esse poema e principalmente pela forma como Vinicius traz um tema tão triste e cheio de pesar, que fica impossível não se emocionar.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Que poema triste e denso...eu não conhecia. Mas é algo a se refletir, capaz de tocar fundo a alma.
    Obrigada por compartilhar.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. lindo esse poema dele, e trágico, triste... já conhecia... que bela surpresa vê-lo publicado por aqui, Morgs...
    bjs :D

    ResponderExcluir
  10. Olá Morgs! Não conhecia esse poema, acredita? Mas achei muito interessante a maneira de falar sobre a bomba atômica, é algo que emociona!
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  11. Oi Morgs, tudo bem?
    Eu já conhecia esse poema, pois ele é citado em um livro que eu li há alguns anos atrás.
    Apesar de muito triste, ele é lindo e realmente nos faz refletir.
    Adorei o post e reler este poema tão bonito.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oiii!!

    Nossas lembro de relance sobre esse poema. Tão forte e tão especial, né?
    Gostei de vê-lo aqui.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Que triste, adorei, a tristeza do fato sendo explicado de maneira delicada. Vinicius era um gênio mesmo.

    ResponderExcluir
  14. Oie
    uau que poema tenso e bem reflexivo, daqueles que nos fazem sentir na pele como é grave. Muito interessante e muito bom vc ter trago para nós

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi, Morgs! Vinicius é meu xodozinho *-* Fiquei muito empolgada em ver esse poema dele aqui no blog. Só ele mesmo para escrever sobre amor e guerra com tão grande impacto. Adorei!

    ResponderExcluir
  16. Olá,
    Conheço o poema por causa das aulas de português da escola e sempre que o leio me comovo muito por saber que é baseado em uma grande destruição realista.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  17. Morgs, minha linda!
    Que poema mais lindo, porem triste e forte em seu conteúdo. Impossível não se emocionar!

    Bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Olá
    Uau, que poema lindo e pesado ao mesmo tempo. Eu nunca pensaria em fazer um poema sobre uma bomba atômica hehe mas adorei
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  19. Oi Morgs,
    Adorei Vinícius e já conhecia o poema.
    Só mesmo ele para dar poema há um tema tão pesado.
    Beijos

    ResponderExcluir

Segredos Literários | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS