27/08/2017

Um Andarilho dentro de casa - Milton Rezende


Título: Um andarilho dentro de casa                                            Autor: Milton Rezende
Ano: 2017                                                                                                    Editora: Penalux
Páginas: 104                                                                                               Compre aqui: Loja Penalux
Exemplar cedido pelo autor.

Oii gente, tudo bem?
Hoje é dia de trazer a resenha de um livro que recebi do autor, livro lançado pela minha querida Editora Penalux, quando pesquisei mais sobre a obra no site, vi-me encantada pela variedade de poesias que Milton trouxe para nós leitores.



Um andarilho dentro de casa é um livro fascinante, percebe-se pela escrita do autor que ele quis propôs a sua vontade de viver e histórias que teve oportunidade de vivenciar. Escreveu cerca de dez livros, mas mesmo assim se mantém firme e forte sem saber quando irá parar, pois escrever faz parte de si.

"Existir é um processo inverso de nascer." Pág. 78

Ao ler pude perceber que o autor quis nos contar algo, como é viver a vida sem a presença de alguém especial e que ser um andarilho é caminhar, conhecer diversos mundos em apenas uma vida, é se sentir completo e ao mesmo tempo incompleto, pois a realidade está a sua frente e precisa ser enfrentada, mesmo que lhe desaponte.



A edição da Penalux novamente está um luxo, nunca pensei que fosse ter um livro com essa capa e fiquei lisonjeada, pois ficará lindo na minha estante. A escrita de Milton é tão envolvente que nem me deixou dormir direito de tanto que queria ler mais e mais. Encontramos poesias que dão mais de uma página e segue-se com um desfecho e até um entendimento de um conto, curto, porém direto.

Por felicidade minha, não encontrei nenhum erro ortográfico e a diagramação está bem caprichada, com a folha preta quando há uma troca de capítulo. Além disso, no final há algumas poesias traduzidas para outro idioma, sendo uma grande surpresa.


Sobre o autor:
Milton Rezende nasceu em Ervália (MG), em setembro de 1962. Viveu grande parte da vida em Juiz de Fora (MG) e atualmente reside em Varginha (MG). Escreve em prosa e poesia e a sua obra é composta de nove livros publicados: “O Acaso das Manhãs” (Edicon,1986), “Areia” (À Fragmentação da Pedra)” (Scortecci,1989), “De São Sebastião dos Aflitos a Ervália – Uma Introdução” (Templo, 2006), “Uma Escada que Deságua no Silêncio” (Multifoco, 2009), “A Sentinela em Fuga e Outras Ausências” (Multifoco, 2011), “Inventório de Sombras” (Multifoco, 2012), “Textos e Ensaios (Multifoco, 2012), “O Jardim Simultâneo” (Penalux, 2013) e “A Magia e a arte dos Cemitérios” (Penalux, 2014). Em 2015 é publicado o primeiro livro sobre a sua obra “Tempo de Poesia: Intertextualidade, Heteronímia e Inventário Poético em Milton Rezende”, de Maria José Rezende Campos (Editora Penalux). Possui inédito o livro: “Mais uma xícara de café”.

Espero que tenham gostado dessa resenha e até a próxima.

29 comentários:

  1. Realmente a capa está lindíssima! Esses quotes que você separou são bem intensos e dá pra sentir um gostinho dessa leitura. Nunca fui muito fã de ler livros com poemas, mas recentemente me peguei lendo alguns que me deixaram bem pensativa. E é legal que as vezes o autor consegue escrever tão pouco e dizer tanto... Como no caso do Milton! Fiquei encantada de verdade. <3

    Um beijo, Karol Vicente.
    www.palavrasambulantes.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, que bom poder conhecer essa obra e o trabalho do autor que parece ser de ótima qualidade. Amei a citação "Existir é um processo inverso de nascer". Já nos dá uma ideia do quão boa deve ser essa leitura. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oiie, tudo bem?
    A capa tá incrível mesmo, sem falar que parece ser um livro bem profundo. Pelas frases, dá pra ver que é bastante diferente. Acredito que eu leria sim, apesar de não ser muito fã de contos. Vou deixar a dica anotada.

    ResponderExcluir
  4. Oi Morgs!
    Que capa linda menina!

    E como gosto muito de poesia é claro que fiquei interessada em ler e quero ele na minha estante tbm rá
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Estou me interessando muito pelos lançamentos dessa editora, parecem ser muito bons e livros de poesias são minhas preferências também. Fiquei muito tocada pela resenha, você escreve muito bem! Compreendi completamente o que cê falou sobre "é se sentir completo e ao mesmo tempo incompleto", achei isso bem forte, deve ser um livro ótimo!

    ResponderExcluir
  6. Gente que tocante, apesar de ser um livro que eu não me vejo lendo eu pude sentir pela sua resenha a profundidade que ele lhe retrata e isso é maravilhoso de sentir não é mesmo? Adorei poder conferir sua resenha, sério mesmo, parabéns meu bem.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Morgana, deu para perceber que gostaste muito do livro. Poesia não é meu gênero favorito para resenhar, mas para ler, acho uma delícia.
    A capa está muito linda mesmo, e esta editora, eu ainda não conhecia.
    Parabéns pela resenha.
    Bjos
    Vivi

    ResponderExcluir
  8. Olá Morgana;
    O título me fez pensar em mim aos finais de semana rsrs, mas brincadeiras a parte... Eu amei a proposta do livro, sou apaixonada por contos, ainda mais quando se trata de literatura nacional e a qual eu não conhecia. Sem dizer que poesia faz bem pra alma.


    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Você sempre nos surpreendendo com obras encantadoras sobre poesia!
    Acho que já falei aqui antes que não tenho o costume de ler muitos poemas, mas tenho muita vontade de sair da minha zona de conforto e me aventurar por eles.
    Achei a premissa dessa obra bem interessante e fico feliz em saber que o autor apresenta uma escrita cativante e encantadora, assim como essa capa! Tenho que concordar com você!

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Desconhecia a obra, mas como sempre senti vontade de meter o pé e cair no mundo, acho que seria uma ótima leitura para mim. Deve ser incrível acompanhar a vida de um andarilho, mesmo que possa ser cansativo às vezes hahaha. Adoro quando leio livros e não encontro nenhum erro ortográfico, é tão mágico isso!

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oie!

    Não sou acostumada a ler livros desse estilo, mas esse despertou meu interesse, amei essa capa, e fiquei curiosa para conhecer os textos do autor mais de perto! Dica mais que anotada!

    Bjss, vem participar do nosso Sorteio do Desapego, serão 3 Ganhadores! Não perca essa oportunidade!
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2017/08/sorteio-do-desapego-3-ganhadores.html

    ResponderExcluir
  12. Olá! Faz um tempo que não leio poesia, mas gostei muito da proposta do livro. Parece ser uma leitura obrigatória para amantes do gênero!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Morgs! Tenho sentido falta de ler poesia, os últimos livros do gênero que li foram no início do ano, de poetas mulheres não-nacionais. Me interessei pela temática, acho que porque eu sou muito angustiada e sempre me sinto à margem de tudo. Provavelmente, os poemas me pagariam de jeito. Adorei a capa e o título, muito convidativos <3

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi, Morgs ^^
    Tenho que te confessar... Não sou fã de livros de poesia, não é o gênero que me identifico, imagino a dificuldade em trazer a resenha dessa obra visto que é muito pessoal a sensação que temos ao ler um poema, corremos o risco de ser egoístas e absorver só o que bem desejamos delas, sabe.
    Desconhecia a obra lançada e, realmente, a edição deva ficar linda na estante.
    Obrigado por estar compartilhando a poesia nacional na blogsfera.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Morgs! A Penalux arrasa mesmo <3, eu não conhecia esse autor, mas fiquei bastante curiosa para conhecer a escrita do Milton! A edição está incrível, eu gosto muito de poesia, os textos são tão envolventes e fascinantes. Sua resenha está linda, vou anotar a sua dica! Bjss.

    ResponderExcluir
  16. Oi Morgs, não conhecia o livro e nem imaginava que poderia ser de poesias... Parece que os textos são bem reais, como se o próprio autor estivesse conversando conosco.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  17. Olá!

    Eu lia muita poesia quando mais nova, mas com o tempo a ficção foi ganhando mais espaço e eu fui deixando a poesia para lá até que li sua resenha e me deu uma saudade dos sentimentos que elas me despertavam. Pouco se vê resenhas sobre o gênero ainda mais nacional, então meus parabéns não apenas pela resenha incrível e completa quanto por incentivar a literatura nacional e redespertar meu interesse. Assim que a loucura da Bienal acabar vou olhar para esse com mais carinho.

    Beijos e Sucesso!!

    ResponderExcluir
  18. Menina que livro mais interessante!! Fiquei curiosa sobra a forma como o autor abordou essas historias que vivenciou e pelo que li aqui sei que vou gostar da obra. Dica anotada!

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  19. Oi, amiga. Que resenha maravilhosa, menina. Adorei a capa do livro, eu ainda não conhecia e por ela e pelo título eu já tinha ficado curiosa, lendo a sua resenha eu fiquei ainda mais.

    ResponderExcluir
  20. Olá
    muito legal a dica, ainda não conhecia o livro ou o autor mas já quero pois tem uma pegada bem interessante e instigante, dica anotada

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oii, tudo bem?
    Não conhecia a obra mas a capa é muito linda! Não sei se leria a história por não me dar muito bem com a poesia, mas acho que não posso ter esse receio para sempre, não é mesmo? Tenho certeza que deve ser uma obra carregada de sensibilidade, espero poder lê-la algum dia.
    Beijos,
    Karina.
    Páginas Empoeiradas

    ResponderExcluir
  22. Olá Morgs!
    Nossa eu to ficando apaixonada pelas publicações da Penalux que você tem resenhado. Todas com extrema qualidade e assuntos maravilhosos.
    Quase não leio poesias, mas adoro ver que esse estilo tem ainda muitos admiradores ao redor do país e pode render boas rodas de embates.
    Sem dúvidas uma grande dica para amantes do gênero.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  23. Oiii!

    Eu já falei por aqui que não tenho o costume de ler tantos livros na tematica, mas gosto quando vejo resenha para eles! Gostei de saber que esse foi bem escrito e que mexeu contigo.
    A capa está linda mesmo!

    Beijinhos,

    ResponderExcluir
  24. Que bacana a proposta do livro Morgana! Eu sabia em partes que ele escrevia, mas não com esse teor reflexivo. Vou buscar e pesquisar mais porque pretendo comprar. Tô precisando muito de leituras assim. As vezes, paramos e pensamos sobre isso " será que devo desistir?" Mas ao encontramos uma válvula de escape.
    Amo esse tipo de leitura... Aquela que promove uma autoreflexão.

    ResponderExcluir
  25. Olá!

    Conheço o autor das redes sociais, mas não conhecia sua obra, o livro parece ser muito bom, uma pegada mais reflexiva ou até mesmo autobiográfica, vai entender. Parabéns por mais uma excelente resenha!

    ResponderExcluir
  26. que resenha maravilhosa, acompanhei suas postagens sobre o livro no insta e fiquei com vontade de ler, a capa é realmente fantástica. Gosto da ideia de andarilhos.

    ResponderExcluir
  27. Oie amore,

    Nossa que capa linda... já quero.
    Dica anotada por aqui, pois parece ser um livro bem intenso e gostoso de ler.
    Já quero!

    Beijokas!

    ResponderExcluir
  28. Que livro mais bonito!!
    Não conhecia o autor, mas amei a capa, os poemas que você destacou.
    E poxa, já tem dez livros publicados? Preciso ir atrás de conhecer os outros haha
    Beijos e sucesso a ele!

    ResponderExcluir
  29. Adorei o post, não conhecia o autor nem o livro, mas pareceu muito interessante. Adorei o pouco que li das páginas em sua resenha e fiquei com vontade de ler tudo! Parabéns pelo post!
    By: atravesdaescrita.blogspot.com

    ResponderExcluir

Segredos Literários | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS