03/10/2017

Lançamento - Editora Nocaute l John McLoving e a Busca do Mijo da Vida


Oi gente, tudo bem?
Hoje venho trazer uma postagem falando sobre o novo lançamento da Editora Nocaute, fiquei estasiada por essa capa e sei que muitos irão gostar!

Vamos conhecer mais sobre a obra então?

Bang-bang tropical e histórico: em romance de estreia, Mickael Menegheti cria faroeste à brasileira
Clássicos do cinema com Clint Eastwood e o game Red Dead Redemption estão entre as inspirações de JOHN MCLOVING E A BUSCA DO MIJO DA VIDA, lançamento da EDITORA NOCAUTE

John McLoving, (anti) herói do livro publicado pelo estreante Mickael Menegheti, é a versão tupiniquim do Pistoleiro Sem Nome, vivido pelo ator Clint Eastwood no cinema, mas também pode ser considerado um duplo brasileiro de John Marston, protagonista do game de sucesso Red Dead Redemption. Na verdade, o romance John McLoving e a Busca do Mijo da Vida (Editora Nocaute, 2017) é a mais nova reinvenção latina de um dos mais consagrados temas da ficção norte americana: o faroeste.

A trama se passa no passado alternativo em que os portugueses passaram a colonização do Brasil para os ingleses, e John McLoving é o ladrão de diligências mais procurado do país. Após assaltar uma carruagem de valores junto a seu comparsa Jeff Quebra-Rocha, ele encontra o misterioso mapa da Gruta do Mijo da Vida. A dupla então cruza os Estados Unidos do Brasil para encontrar a tal gruta, com o caçador de recompensa mais brutal das Américas, Butch (O Açougueiro), em seu encalço.

Mickael conta que desenvolveu a trama ao saber que a revista literária Pulp Fiction selecionaria e publicaria contos com a temática faroeste em uma de suas edições. “Pensei: e se eu escrevesse uma história de bang-bang que se passasse no Brasil? A partir daí, a narrativa simplesmente me acompanhou. O conto, publicado na revista, é uma cena recortada do livro completo”, afirma o autor, que cita a coletânea de mitos brasileiros de Luís da Câmara Cascudo e até mesmo a comédia Banzé no Oeste (1974) como referências desse processo criativo.

Seguindo a linha de autores brasileiros contemporâneos, como André Vianco, Raphael Draccon e Eric Novello, o autor de Franca (SP) se debruçou com afinco sobre a literatura fantástica, mas tratou de incutir o DNA tipicamente tropical. “Acho genial, por exemplo, o Chapolin Colorado. Ele é a representação latino-americana dos super-heróis, o que mais se aproxima da nossa realidade. Nossas reinterpretações não têm glamour e são recheadas de comicidade”, argumenta Mickael.


A boa e velha trilha sonora
Outro detalhe que não passa despercebido é a presença quase constante de referências à cultura pop, que permeiam as 210 páginas do romance. Vão de citações de filmes e outros livros, chegando a menções e trechos de músicas brasileiras e internacionais. “Colocar referências no livro proporciona ao leitor identificar-se com o conteúdo, e lhe possibilita dizer de vez em quando ‘ei, eu conheço isso aqui’. Cada parte da narrativa tem elementos ora mais explícitos, ora escondidos. Conforme John McLoving adentra-se na busca pelo Mijo da Vida as referências musicais vão se abrasileirando, ou seja, o leitor compartilha da busca por nossa identidade nacional tão almejada”, conta.

Como easter egg, o livro conta com uma composição original com versos e melodia cifrada, uma espécie de presente aos leitores que quiserem viver um pouquinho mais de perto o universo criado por Mickael.

John McLoving e a Busca do Mijo da Vida é o segundo lançamento da Editora Nocaute, cujo objetivo é publicar escritores brasileiros ainda desconhecidos, ou seja, revelar novos nomes na literatura nacional a fim de projetá-los e apresentá-los aos leitores, tanto no Brasil como no mundo. 

Os leitores podem adquirir o lançamento em pré-venda, bem como comprar o primeiro livro publicado pela editora, Um Gato Chamado Borges (Vilto Reis, 2017), pelo site www.editoranocaute.com.br.



Sobre JOHN MCLOVING E A BUSCA DO MIJO DA VIDA, de Mickael Menegheti: John McLoving é o assaltante de diligências mais procurado dos Estados Unidos do Brasil. Após assaltar uma carruagem de valores protegida por homens fortemente armados, John McLoving e seu comparsa Jeff Quebra-Rocha encontram o misterioso mapa da Gruta do Mijo da Vida. Intrigado com o pergaminho que aparentemente não aponta para lugar algum, o pistoleiro ruivo convence o comparsa Quebra-Rocha a entrar na empreitada de busca ao Mijo da Vida. A dupla cruza o país em busca da Gruta sem nenhum tostão no bolso, pois foram vítimas da queda de um raio que torrou toda a grana de anos de assalto. No encalço deles, está o caçador de recompensa mais brutal das Américas, Butch – O Açougueiro. Ele foi contratado pelos ingleses pela quantia de dez mil dólares-brasis para capturar os pistoleiros vivos ou mortos. PROCESSO CRIATIVO. A obra surgiu na mente do autor após o desafio proposto pela segunda edição da revista Pulp Fiction, cujo tema era Sérgio Leone/Faroeste. Mickael Menegheti produziu um conto em que, além de ser um dos selecionados da publicação, viria a germinar em sua mente uma história de ainda mais fôlego. Imagine um romance de Bang-Bang que se passa num Brasil colonizado pelos ingleses em vez dos portugueses? Este faroeste misturado com história alternativa é a base do livro publicado pela Editora Nocaute. AUTOR Procurado vivo ou morto, MICKAEL MENEGHETI é psicólogo, casado e foi visto pela última vez onde nasceu, na mais mineira das cidades paulistas, Franca. Entrou para vida de bandoleiro escritor após assistir ao filme A Odisséia (1997) quando tinha onze anos de idade, plagiando boa parte dos monstros mitológicos. Lá nascia os personagens de seu romance A Lenda dos Noturnos. Por alguns anos, disfarçou-se de ator e diretor de teatro adaptando obras como Os Miseráveis, O Pequeno Príncipe e O Auto da Barca do Inferno. No mundo das Letras, inflou pessoas rabiscando um conto que deu origem ao romance John McLoving e a Busca do Mijo da Vida, conto esse publicado na 2º edição da revista Pulp Fiction. Também é autor do romance de ficção fantástica Lorenzo, e fã ã da obra de Sergio Leone, do game Red Dead Redemption e o clássico Banzé no Oeste. FICHA 

TÉCNICA
Título: Jonh Mcloving e a Busca Pelo Mijo da Vida 
Autor: Mickael Menegheti 
Editora: Nocaute 
Lançamento: 2017 
ISBN: 978-859402500-5 
Páginas: 220 
Preço de pré-venda: 24,90 + frete 

COMPRAR
Diretamente no site da Editora Nocaute, via Depósito Bancário, PayPal ou PagSeguro.

Espero que tenham gostado desse lançamento e até a próxima!

21 comentários:

  1. Oi Tudo?
    Infelizmente não sou tão fã de histórias de faroeste mas fiquei surpresa ao ver que uma autora quis trazer isso aqui para nossa região, e gostei do que ela falou sobre o Chapolin Colorado. Rs.Meu marido ao contrário ama esse tipo de história então certo que vou repassar sua dica para ele.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu não conhecia essa editora mas por esse livro lindo percebo que o trabalho é perfeito, fiquei muito curiosa pela história.

    ResponderExcluir
  3. Fico entusiasmada quando vejo autores nacionais se aventurando por novos gêneros literários.
    Um ótimo lançamento, desejo sucesso ao autor e a editora.

    Bom fim de semana.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Morgs, acho tão legal quando um autor insere referências pop em seus enredos, acho que o leitor até se identifica mais. Mas desta vez vou passar sua dica.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  5. Olá!! :)

    Eu não conhecia este lançamento ainda, mas ainda bem que trouxeste. VOu esperar a tua opinião, porque não estou muito interessado no tema.

    De qualquer das formas, desejo o maior sucesso ao livro!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  6. Mijo, li isso mesmo? omg :O
    ahahahahahah
    adoro Faroeste e apesar de ter curtido demais a capa e ter ficado curiosa pelo título do livro nao me empolguei com a premissa do enredo... =T

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Adoro faroeste, mas se ele tá seguindo a linha do Draccon, então deixa quieto. Prefiro esperar sua resenha, mas já tenho uma ideia do que esperar...

    ResponderExcluir
  8. É definitivamente uma ideia original, nunca tinha pensado em um faroeste brasileiro, ainda mais com tantas referências ao mundo pop.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?

    Infelizmente não sou fã de historias de faroeste.
    Achei interessante a abordagem a abordagem é algo bem diferente pela região que moramos né? Fico feliz que você tenha gostado.

    Beijos

    Até a próxima!

    ResponderExcluir
  10. Oie
    nossa, que interessante saber sobre a historia e como tudo aconteceu e o livro surgiu, parece ser uma leitura mega interessante e inclusive a capa ficou ótima, com certeza já estou curiosa e espero que seja um sucesso

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oii!!

    Eu acho que já falei por aqui que não tenho o costume de ler livros nesse estilo, mas eu fiquei feliz em ver sua divulgação. Parece um enredo bem bacana <3

    Beijinhos,

    ResponderExcluir
  12. Olá Morgs!
    Nossa não fazia ideia sobre o que o livro retratava, confesso que não curti muito o título dessa obra, mas como não podemos julgar pela capa ou até mesmo o nome, a premissa me deixou curiosa. Apesar de faroeste não ser muito algo que eu possa colocar como leitura minha, ela me remete a minha infância. Fiquei curiosa pra ler.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  13. FAROESTE!
    MIJO DA VIDA!!
    HERÓI LATINO-AMERICANO!!!
    Já preciso desse livro. Bah, eu adoro histórias de faroeste e isso de colocar nosso jeitinho em livros sempre me atrai bastante. Acho que a gente tem uma cultura legal demais pra desvalorizá-la tanto. Quero demais, certo que vou ler.

    ;*

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    O livro parece até interessante, mas confesso que não gostei do título, rs.
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Oi Morgs!
    A capa nem me atraiu tanto, mas tbm nem ligo muito para capa rs
    Mas o enredo me deu a maior vontade de ler, como tudo que vc traz para nós.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Hey, Morgs, baby!

    Esse não é o tipo de livro que gosto de ler, mas vou aguardar sua resenha pra saber mais sobre ele.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Tô BESTA com esse títuloooo kkkkkk achei mega interessante a premissa desse livro! É bem curioso que os escritores nacionais não se aventurem tanto a escrever uma ficção fantasiosa mudando a história do Brasil, quando já tanto se fez (e continuam fazendo) localizando a trama nos Estados Unidos ou na Europa. Acho ótimo que se tente descentralizar essa ideia e chamar atenção pro nosso país e pra outros países latinos. Tô bem certo de que quero ler esse livro em algum momento, dica incrível <3

    ResponderExcluir
  18. Para. Tudo. Que livro é esse? *o*
    Começando por essa capa divosa, a premissa é "tiro porrada e bomba", Morgs! haha
    Que lindo!
    As vezes me pergunto sobre como seria o Brasil se fosse colonizada por outro país europeu, e esse livro vai poder responder a uma dessas dúvidas. Vou querer ler com certeza!
    Beijos! Obrigada por essa dica maravilhosa!

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem?
    Percebi que não tenho maturidade nenhuma após ler este título, pq fiquei rindo sozinha por uns 5 minutos.
    Não sou muito fã de faroeste, mas este livro possui uma proposta muito interessante.
    Gostei muito do seu post!
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  20. Olá, tudo bem? Nossa que mistura bem peculiar HSHAHAH estou rindo até agora do título, confesso, mas acho que esse redomoinho de temas pode dar certo. Ficarei de olho no livro (;
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Segredos Literários | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS